Hotel Bourbon Convention Iberapuera

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hotel Bourbon Convention Iberapuera

Mensagem por Narrador em Dom Maio 15, 2016 4:56 pm



Com 656 apartamentos, sendo um dos maiores hotéis da Cidade de São Paulo, o Bourbon Convention Ibirapuera é uma das melhores pedidas. Se a preferência é pela qualidade aqui a opção chega a ser inquestionável. Desde a gastronomia às atividades físicas, tão quanto o luxo e simplicidade, abrangendo o que for necessário para satisfazer o cliente. Não existe preferência, mas sim opção. Localizado ao lado do Shopping Ibirapuera, fica a 5 minutos do Aeroporto de Congonhas e a 45 minutos do Aeroporto Internacional de Guarulhos.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 23
Data de inscrição : 14/05/2016
Localização : Nas estórias

Ver perfil do usuário http://neoescribas.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Bourbon Convention Iberapuera

Mensagem por Clarice Lira em Dom Maio 15, 2016 5:14 pm

Clarice sai do taxi e entra correndo pelo hall do edifício, já que a chuva ainda não havia dado trégua à cidade de São Paulo.
No hall do Hotel, ela ajeita seus cabelos úmidos enquanto vai caminhando para a recepção. A mulher leva consigo um meio sorriso estampado na cara, como se tivesse feito uma traquinagem.

Ela se aproxima do balcão:
_ Por favor, estou aguardando uma visita. Você saberia me informar se ela já chegou?
A atendente responde logo:
_ Qual o nome do visitante Senhorita?
Clarice, ainda arrumando seus cabelos, diz:
_Geraldo Albuquqerque. Ele já chegou? Pergunta ansiosa.
_ Sim Senhorita, já faz algum tempo. Ele está lhe aguardando no bar do Hotel.

Clarice agradece a recepcionista com um gesto e vai andando em direção ao bar do Hotel, enquanto fica a arrumar e ajeitar a roupa ainda úmida em seu corpo.

Ao entrar no bar, ela fica observando o local, para tentar encontrar a pessoa que lhe espera. No canto direito do bar, numa mesa redonda e com um charuto em uma mão e uma dose do que parecia ser whisky na outra, estava sentado um homem com belos médios cabelos pretos, alto, com pouca barba no rosto e olhos tão penetrantes que causavam desconforto aos menos atenciosos. Ele sorri ao ver Clarice em pé na porta do bar e faz um sinal convidando ela a sentar-se com ele.

Ela se aproxima da mesa, enquanto o cavaleiro se levanta para cumprimentá-la:
_ Sinceramente, pensei que ficaria a noite toda apenas na companhia do meu charuto! Puxa a cadeira para a mulher se sentar.
_ Desculpe a demora... tive um pequeno imprevisto! Beija no rosto do homem moreno e se senta.
Logo ele diz:
_ Vou me desfazer do charuto! Sei que não lhe agrada. E apaga o charuto.
_ Trouxe o que me pediu minha querida! Mostra uma maleta que estava ao seu lado no chão.
_ Obrigada Edgar!! Não sei como lhe agradecer ...
_ E quanto ao combinado? Está com você ? Questiona.
_ Estava... mas não se preocupe! Em breve terá o que quer! Ela sorri provocante para o homem.
_ Não me provoque... eu sempre venço esta disputa no final! Segura firme a mão da moça em cima da mesa.
Clarice sorri e dá uma piscadela para o homem. Ele solta as mãos da mulher e lhe entrega a maleta.
_ Não abra aqui! Diz como advertência.
_ Edgar, por favor! Não sou nenhuma principiante ... Pega a maleta e se levanta.

Eles se despedem e o homem volta o fumar seu charuto enquanto observa a bela jovem saindo do bar carregando a maleta.
A mulher pega o elevador e segue em direção ao seu quarto.

Ao adentrar, coloca a maleta dentro do guarda roupa. Tira seu vestido úmido e o deixa caído no chão. Ela deita em sua cama apenas de langerie e fica a relembrar a noite que teve ao lado do homem estranho do restaurante...
O dia amanhece e Clarice acabou pegando no sono deitada na cama vestida apenas com sua langerie
avatar
Clarice Lira

Mensagens : 2
Data de inscrição : 15/05/2016
Idade : 32

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Àquela mulher.

Mensagem por Geraldo Albuquerque em Dom Maio 15, 2016 5:45 pm

Uma maneira atropelada, um caminho torto, foi assim que começou o meu interesse por Clarice, uma mulher linda, inteligente e especial, tão cheia de qualidades que nem foi possível perceber seus defeitos.

Uma noite que prometia ser chata e monótona, foi salva pela bela e misteriosa, que nesse momento encontra-se no Hotel Bourbon.

Sento-me no sofá e percebo a bolsa e as partituras.

Olha só! Não é que ela deixou “O motivo” para que eu possa voltar a vê-la, farei isso amanhã, deixemo-la com a saudade de meu beijo e meu toque. Repito para mim: “- Não precisa ser tudo numa noite.- “ . Fico rindo.

No dia seguinte vou para meu trabalho, ligo para o hotel, peço para informarem a senhorita Clarice, que passarei por volta das 20: 00 h.

Será que nosso caminho terá honra ou desonra, felicidade ou desgraça. Tudo está muito bom para ser verdadeiro, recordo-me da frase de abertura do livro de Tolstoi: "Todas as famílias felizes são iguais. As infelizes o são cada uma à sua maneira". No meu caso adornado pela cidade de São Paulo, uma selva, mesmo que de pedra, não deixa de ser selvagem. O livro é cheio de Angustia, dúvida e incerteza e até o momento temos um pouco de cada em nossas vidas.

Será que ela é casada?” Espero que não sou um homem honrado, jamais conseguiria trazer desonra ou desgraça para vida dela, me sentiria como um assassino se assim o fizesse. “ Geraldo pare de fazer pressuposições, que a nada levaram, volte a terra.” Não é preciso dizer que a jovem acompanhou-me em pensamento por todo dia e tarde.

Chego a casa, ligo a televisão da sala e um clip antigo do U2 esta tocando, o que me motiva a ficar lindo e cheiroso para encontrar a bela jovem que esta mexendo com meu juízo.

Pego meu carro e enquanto dirijo até o hotel me vem a mente à letra da música:

“Noite e dia, você é a única
Apenas você sob a lua e o sol
Quer próxima de mim, ou não
Não importa, querida, onde você esteja
Eu penso em você”


Não sei quanto tempo isso durará, não sei se vou me apaixonar, mas vou viver o momento, chego ao hall e peço para o atendente anunciarem a minha chegada a Clarice e que estaria a aguardando no bar do hotel.

No bar estou com a bolsa e as partituras, peço um copo de conhaque e coloco um pouco de essência de vine, que serve para aqueles que estão em busca de poder.

Olho para o espelho e me vejo firme, forte e decidido. Meus olhos brilham na esperança de novamente ver a jovem.

Novamente recordo mais uma passagem da letra da música:

"Dia e noite, noite e dia, por que é
Que este desejo por você me persegue aonde quer que eu vá
No barulho do tráfego
No silêncio do meu quarto solitário
Eu penso em você"


Penso comigo: "Eu a desejo."
avatar
Geraldo Albuquerque

Mensagens : 1
Data de inscrição : 15/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hotel Bourbon Convention Iberapuera

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum